Insights

Comprando pelo bem maior – Série Futuro do Varejo, parte 4: Meio ambiente & Consciência

Designer de experiência do usuário
Valtech SE
Designer de interface & experiência do usuário
Valtech SE

outubro 15, 2019

Nos últimos tempos, ter uma consciência limpa pode ser um forte fator de motivação, já que os consumidores estão se tornando mais conscientes em relação ao seu consumo. Para as marcas, isso significa requisitos mais rígidos em termos de transparência.

Os consumidores não confiam cegamente nas marcas nos tempos de hoje. Em vez disso, é preciso ganhar sua confiança. Eles estão em busca de marcas com valores similares aos seus próprios, o que põe demandas maiores às organizações, requisitos em termos de credibilidade, cultura corporativa e transparência. Não há dúvidas de que as marcas estão enfrentando um duro desafio. Mas aí jaz também uma grande oportunidade para criar laços mais fortes com seus clientes.

Meio ambiente e consciência

Os consumidores estão mais cientes dos problemas climáticos hoje em dia do que estiveram historicamente. Claro, isso talvez seja mais aplicável para nós no Ocidente do que em outros lugares. Em termos gerais, os consumidores começaram a confiar cada vez menos nas marcas. Eles exigem mais transparência e informação sobre os produtos para justificar suas compras.

Ansiedade em relação às alterações climáticas foi um fator que captamos em nossa pesquisa. Várias das pessoas que entrevistamos foram hesitantes quando perguntadas sobre seus hábitos de consumo. Eles temiam dizer algo contrário à ética ambiental aceita. É como se uma nuvem de vergonha pairasse sobre o céu.

A linha de produção não tem transparência

Como nós podemos tomar decisões ambientalmente inteligentes sem informação? “Eu procuro por informações claras sobre o que há no produto,” disse uma pessoa entrevistada, que nunca conseguia encontrar as informações necessárias sobre a origem do produto. Nós geralmente vemos uma etiqueta que diz “Made in China,” mas o que isso significa para o clima e para nossa consciência? Como nós podemos saber quais eram as condições de trabalho para aqueles que produziram o produto?

Superabundância desagradável

As liquidações de fim de temporada estão chegando, e você pretende fazer umas compras, mas as pessoas lotam a loja e as filas dos caixas são longas. Todas as lojas têm longas filas de suéteres pendurados nos cabides. Você se sente sobrecarregado. “Eu quase passo mal quando entro em certas lojas,” foi o que um consumidor nos disse, se referindo à quantidade enorme de aparelhos e produtos.

Difícil estimativa do ciclo de vida do produto

Seja seu suéter favorito ou uma peça básica, é cansativo quando suas roupas encolhem ou se rasgam. Ao invés disso, você decide economizar dinheiro e comprar menos roupas que são um pouco mais caras. “Se uma camisa custa 100 ou 250 euros não importa realmente para mim. A qualidade e o caimento são mais importantes,” disse um consumidor que encontramos. Mas como você sabe quanto tempo essa roupa mais cara vai durar, se você nunca comprou nada dessa marca antes?

A relação entre marca e consumidor vai ter um papel cada vez mais importante no futuro. Ouse ser diligente e ouse fazer o que se espera de você. Seja transparente e se certifique de que cada parte da cadeia de produção – desde a escolha de materiais até as condições de trabalho – esteja à altura do padrão moral que os seus clientes exigem. Então, tome vantagem das oportunidades que isso oferece, e torne seus clientes mais próximos da sua marca.

Dar o seu melhor quando o assunto são questões climáticas e abraçar estratégias circulares podem ser decisões inteligentes tanto para o seu negócio quanto para o seu relacionamento com seus clientes (e é claro, para o planeta também). Imagine poder aumentar seus lucros ao mesmo tempo em que atinge um bem maior. Isso é o que chamamos de sinergia.

Sobre a série Futuro do Varejo

Por um período de quatro semanas, nós conversamos com consumidores e trabalhadores do varejo, tanto no formato de entrevistas quanto em saídas informais pela cidade, para tentar pesquisar quais necessidades de experiência de compras não estão sendo atendidas atualmente. Com a ajuda desses insights, nós conseguimos focar em algumas áreas específicas. Depois disso, nós realizamos um monitoramento de tendências e inteligência de negócios compreensivos para entender melhor esse cenário altamente inovativo do varejo. O estudo visou identificar novas oportunidades para nossos clientes criarem as experiências de compras do futuro.

Não perca os demais conteúdos da série Futuro do Varejo:

Parte 1: Inconveniências às quais os consumidores não conseguem se adaptar

Parte 2: Experiência online: As limitações do seu carrinho virtual

Parte 3: A experiência do varejo: Além da mera transação

Enfrente os desafios da economia digital de hoje

Pronto para dar o primeiro passo e aumentar o seu potencial digital? Entre em contato com a Valtech hoje.
Fale conosco